sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Resenha: Manteiga Corporal Buriti - Cativa Natureza

Comecei a usar a Manteiga Corporal Buriti no ano passado, quando a recebi na Cativa Box, e simplesmente a elegi como o hidratante mais potente que já usei! Justamente por isso, reservei um pouco menos da metade para quando chegasse o inverno. Eis que exceto umas duas semanas, essa estação está sendo um inferno aqui no sul, extremamente quente. Assim, ainda sobrou manteiga (!), que tem sido aproveitada em momentos de emergência, como quando passo alguns dias sem usar hidratante, por preguiça ou cansaço, e a pele da perna fica craqueladinha e a do resto do corpo mais opaca.


Manteiga Corporal Buriti, Cativa Natureza. Foto: (a)flora.


Informações do Produto:
A Manteiga Corporal Buriti tem propriedades antienvelhecimento. A combinação do óleo de Buriti (rico em Pró-Vitamina A) com a Manteiga de Cupuaçu, Óleo de Linhaça orgânico (rico em ômega 3, 6 e 9), Extrato de Camomila orgânico e Aloe Vera (ricos em propriedades calmantes, suavizantes, anti-inflamatória e cicatrizantes) proporcionam a melhora na elasticidade da pele, hidratação, nutrição e revitalização, especialmente nas áreas mais ressecadas.

O óleo de Buriti é extraído por prensagem de suas sementes e é uma excelente fonte de vitamina A (betacaroteno), vitamina B1, B2 e B5, vitamina C, proteína, cálcio, fósforo, ferro e iodo. O Óleo de buriti ainda é usado como protetor solar  natural, prevenindo e aliviando queimaduras solares.

Quantidade: 250g.

Composição:
Pogostemon cablin leaf water* (hidrolato de Patchouli orgânico), Linum usitatissimum seed oil* (Óleo de Linhaça orgânico), Mauritia flexuosa fruit oil* (Óleo de Buriti), Pentaclethra macroloba seed oil* (Óleo de Pracaxi orgânico), Theobroma grandiflorum seed butter* (Manteiga de Cupuaçú orgânica) Matricaria chamomila extract* (Extrato de Camomila orgânico), sodium PCA, tocopheryl acetate, cetearyl olivate and sorbitan olivate , cetearyl alcohol, sodium citrate, xanthan gum, propanediol, cetyl palmitate, benzyl alcohol and dehydroacetic acid and benzoic acid, Aloe barbadensis extract (extrato de Aloe Vera), glyceryl stearate, glycerin (and) alcohol (agente emulsionante de baixo HLB), Vaccinium angustifolium fruit extract (extrato de Blueberry), Pyrus malus fruit extract (extrato de maçã),  Rubus idaeus fruit extract (Raspberry – extrato de Framboesa), Prunus armeniaca fruit extract (Apricot), Rubus fruticosus fruit extract (extrato de Blakberry ), Vitis vinifera fruit extract (extrato de Uva), Vanilla planifolia fruit extract (extrato de Baunilha).
*Insumos orgânicos
Possui 79,7% de ingredientes orgânicos. 

Recomendações de Uso:
Especialmente indicada para as áreas mais ressecadas.

Minha opinião:
Quando recebi a manteiga, logo de cara não me agradou por dois motivos:
1) a embalagem, que você precisa retirar o produto com uma espátula ou com as mãos limpas. No fim das contas, como normalmente passo hidratante após o banho, isso foi super fácil de contornar. Já para quem gosta de reaplicar durante o dia, não é tão prático.
2) o cheiro mais adocicado. Bem, como ele fica suave na pele, não me incomodou como imaginei.
Logo, "problemas" resolvidos, caí de amores!


Textura da Manteiga Corporal Buriti, Cativa Natureza. Foto: (a)flora.

Essa manteiga, como o próprio nome indica, tem uma textura mais grossa que a maior parte dos hidratantes. Possui um sensorial muito agradável, com ótimo deslize e rendimento excelente. Ela é bem absorvida pela pele, que não fica melecada, conferindo um toque aveludado e um iluminado saudável.
É incrível como ela recupera a pele em diferentes situações, nas quais destaco o ressecado do frio e as leves queimaduras de sol (pele rosada).

Produto super aprovado!

Considerações Finais:
Em relação a embalagem, deixo registrada uma queixa sobre o tamanho da fonte usada para a composição, que é muito pequena. Para mim, que não tenho problemas oculares, é um pouco incômodo ler; então a Cativa deve atentar-se ao fato de que para outras pessoas é inviável.



A reprodução de conteúdo do blog (a)flora é permitida desde que citada a fonte.

Contatos:
aflorablog@gmail.com
Fb: https://www.facebook.com/aflorablog

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Receita: Leite de Amendoim

Muita gente adepta dos leites vegetais não gosta do leite de amendoim, e creio que esse fato advém do modo de preparo. Se o leite das oleaginosas (castanhas, amêndoas...) é feito somente batendo-as com água filtrada, depois do molho prévio, com o amendoim não funciona assim. Ao contrário do que parece, o amendoim não é uma oleaginosa, mas sim uma leguminosa (como os feijões e as ervilha, por exemplo), então tem um passo que modifica muito o resultado final.

Descobri esse pulo do gato através do site Presunto Vegetariano, que por sua vez utilizou uma receita produzida pela Universidade Federal de Campina Grande, que nada mais é do que ferver os grãos após o molho. Feito isso, torna-se um dos leites vegetais mais saborosos e acessíveis, pois no Brasil inteiro é um produto relativamente barato se compararmos ao coco (no sul é super caro) ou às amêndoas, às nozes, às macadâmias, etc.

Leite vegetal de amendoim. Foto: (a)flora.
 
Na minha opinião, é o leite vegetal que mais combina com café, ficando igualmente delicioso com cacau/ chocolate em pó, assim como para substituir o leite animal em diversas receitas. Eu apenas mudo as quantidades da receita original, adequando a textura ao meu paladar.

Assim, vamos ao preparo!

Ingredientes:
- 750 ml de água filtrada;
- 250g de amendoim cru e sem sal.

Modo de Preparo:
Pré-preparo:
Coloque os amendoins em um recipiente, cobrindo-os com água. Deixe de molho por 12 horas. Após, descarte esse líquido e passe os grãos em água corrente com uma peneira. Transfira-os para uma panela com água, coloque no fogo e espere levantar fervura. Desligue o fogo e mantenha-os por cinco minutos na panela. Novamente, passe-os em água corrente com uma peneira.

Preparo:
Coloque os amendoins em um liquidificador com os 750ml de água filtrada. Bata até obter um líquido homogêneo. Desligue o liquidificador e filtre o líquido com um pano limpo (eu uso um coador de café grande).
Mantenha o leite na geladeira. Dura cerca de cinco dias.

O resíduo pode ser usado como farinha (distribua-o em uma forma e leve ao forno, com fogo médio/ baixo, até secá-lo completamente, mexendo de 10 em 10 minutos para que não queime), no preparo de pães, bolachas, patês, para engrossar caldos e feijão, etc. Use a sua imaginação!


Dicas importantes:
Não é necessário retirar as cascas do amendoim. Boa parte sai na demolhagem e na fervura. O resto não interfere no sabor.

Amendoins hidratados, após o demolho. Foto: (a)flora.

Quanto maior o pano e o recipiente para coar o líquido, mais fácil será o processo. Eu costumo usar um coador de pano grande de café e uma tigela de vidro. Somente após  a filtragem, eu coloco em uma jarra de vidro (previamente esterilizada) com tampa na geladeira.

Bom apetite!


A reprodução de conteúdo do blog (a)flora é permitida desde que citada a fonte.


Contatos:
E-mail: aflorablog@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/aflorablog/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Resenha: Leite de Limpeza Almanati

A Almanati é uma marca brasileira de cosméticos naturais e orgânicos, que entrou no mercado no ano passado, em 2016. De acordo com a empresa:
A ideia de desenvolver cosméticos surgiu da nossa vontade de CUIDAR, de poder entregar saúde e beleza através de nossos produtos.
Fazemos cosméticos 100% naturais, priorizando matérias primas de origem orgânica e biodinâmica, com alta concentração de ingredientes ativos.

Nossas escolhas são conscientes em todos os momentos, desde a seleção dos ingredientes mais puros, de parceiros que partilham dos nossos valores, até embalagens que causam o mínimo de impacto ao meio ambiente.

Entre as certificações, a Almanati possui o selo IBD de Cosméticos Naturais, o Demeter, da agricultura biodinâmica, o I'm Green e o FSC, que dizem respeito às matérias-primas das embalagens.

A marca não faz teste em animais. Os únicos produtos que contêm ingredientes de origem animal são o Protetor Labial (cera de abelha e própolis) e o Creme Hidratante Especial para Áreas Secas (cera de abelha).
Na linha de cuidados faciais, diferentemente da maior parte das marcas que contam com um sabonete, encontra-se um leite de limpeza.

Leite de Limpeza, Almanati. Figura: Almanati.


Informações do Produto:
O Leite de Limpeza Almanati combina suavidade e eficácia para uma pele mais limpa, hidratada e saudável. Contém aloe vera, calêndula e hamamélis, que nutrem a pele e melhoram a circulação sanguínea. O óleo de amêndoas e a manteiga de cupuaçu, também presentes na fórmula, mantêm a barreira protetora da pele, evitando o ressecamento excessivo. Indicado para todos os tipos de pele - Uso diário.
- Prepara a pele para o ritual de cuidados diário,
- Limpa os poros com suavidade, deixando-os livres para respirar,
- Remove o excesso de oleosidade da pele sem ressecar,
- Deixa a pele com toque aveludado e refrescante.

Quantidade: 55ml.

Composição:
Aqua (water), aloe barbadensis leaf extract*, glycerin, prunus amygdalus dulcis oil, hamamelis virginiana leaf water, calendula officinalis flower oil, isoamyl laurate, cetearyl alcohol, glyceryl stearate citrate, disodium cocoyl glutamate, sodium pca, theobroma grandiflorum seed butter*, xanthan gum, lonicera caprifolium extract, simmondsia chinensis seed oil, sodium cocoyl glutamate, tocopherol, lonicera japonica flower extract, citric acid, parfum (fragrance)**, glyceryl caprylate, helianthus annuus seed oil. 
*Matérias-primas oriundas de produção orgânica. **A partir de óleos essenciais naturais. COM MATÉRIAS-PRIMAS RASTREÁVEIS. Este produto contêm 27,1% de ingredientes biodinâmicos Demeter [e 29,9% das matérias-primas de origem orgânica].

Recomendações de Uso:
Aplique o Leite de Limpeza Almanati sobre o rosto úmido, massageando suavemente até produzir uma leve espuma. Enxágue. Use pela manhã e à noite.

Minha Opinião:
Se tem uma palavra para descrever esse produto é delicadeza! A identidade visual da marca, a embalagem, o recipiente, o produto, o aroma... tudo é muito adorável, simples e ao mesmo tempo sofisticado. 
O produto vem em uma caixa com as suas respectivas informações, destacando em uma linguagem fácil algumas questões sobre os componentes, de modo a contemplar as pessoas que têm dificuldade de ler composição. A embalagem do leite de limpeza é de vidro, com um pump, protegido por uma tampa de plástico. 

Leite de Limpeza Almanati. Foto: (a)flora.

O Leite de Limpeza da Almanati é um produto extremamente suave. Possui uma textura super leve, fluida, com ótima espalhabilidade e bom rendimento. Não identifiquei um aroma específico, que é leve, com um toque floral que lembra extrato de plantas. Ele não espuma, ou melhor, faz uma espuma bem sutil, contudo, acho que a quantidade suficiente para a limpeza da pele é inferior à necessária para ver algumas bolhinhas.
Em cada pump não sai muito produto (a quantidade de um pump é mostrada na foto acima). Geralmente, eu uso de 3 a 4 para lavar o rosto e pescoço na pia; no banho, acabo usando um pouco mais.

Logo que comecei a usá-lo, pensei que não seria um bom produto para a minha pele, que é mista, pois por tratar-se de uma limpeza muito delicada, achei que não daria conta. No entanto, isso não ocorreu. Limpa a pele, retirando a sujidade e oleosidade, sem agredi-la; inclusive, nos dias em que estou muito cansada e pulo a etapa de hidratação, a pele aguenta e não fica repuxando por estar ressecada.

Testei retirar a maquiagem (natural, que é solúvel em água) e dá super certo, mas ainda prefiro um óleo vegetal para essa função, pois utilizo uma quantidade menor do que com o leite de limpeza.

Acredito que se adapte a todos os tipos de pele, especialmente às secas e às sensíveis. Certamente tornou-se um dos produtos de higienização facial que mais gosto! Agora, no inverno - que a pele sofre com banhos escaldantes e temperaturas frias, é uma excelente pedida!


A reprodução de conteúdo do blog (a)flora é permitida desde que citada a fonte.


Contatos:
E-mail: aflorablog@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/aflorablog/

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Bio Brazil Fair | Biofach 2017: o que vem por aí!

Banner Bio Brazil Fair | Biofach América Latina 2017. Figura: Reprodução.

A Bio Brazil Fair (Biofach América Latina) é uma Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia, que ocorre anualmente em São Paulo. Considerada o maior evento de negócios de produtos orgânicos da América Latina, tem como objetivo oferecer a produtores e fabricantes a oportunidade de alavancar vendas, captar novos compradores e disseminar os benefícios dos produtos orgânicos.
Concomitantemente, ocorre a Natural Tech, que promove o mercado de produtos naturais, probióticos e integrais, fitoterápicos e tratamentos complementares. Engloba toda a área de Alimentos Funcionais, Suplementos, Nutrição Esportiva e Estética.

Aberta hoje, no Pavilhão da Bienal do Ibirapuera/SP, tem entrada franca, sendo que os dois primeiros dias são voltados para os profissionais do ramo e depois ao público em geral.

Na feira ocorrem diversos lançamentos de produtos que em breve serão colocados no mercado. E para quem, assim como eu, não participará da feira, seguem algumas novidades captadas na internet sobre os cosméticos naturais e orgânicos.

ALMANATI
Pelo Instagram da Almanati, foi possível ver o lançamento da linha Reequilíbrio, voltada para peles acneicas e oleosas. Formulada com um complexo botânico, possui cinco produtos distintos: a Espuma de Limpeza, o Gel Esfoliante, o Tônico Facial, o Gel Secativo e o Gel Creme (hidratante).

Lançamento da Linha Reequilíbrio, Almanati. Figura: Reprodução.
 Site da marca: https://almanati.com.br/


ARTE DOS AROMAS
No site da marca há dois lançamentos, ambos com a promessa de serem naturais, veganos e livres de tranqueiras como sulfatos, parabenos e silicones: a linha capilar (shampoo e condicionador) Romã e Amora, com a proposta de proteger os fios, prevenir o ressecamento, realçar a cor e doar brilho e maciez; e a corporal Flor de Cerejeira, composta por uma manteiga hidratante, mais dois produtos (aparentemente uma loção hidratante e um sabonete líquido), além de um aromatizador de ambientes.
No Instagram, os sabonetes da marca aparecem com novas embalagens.

Lançamentos Arte dos Aromas. Reprodução.
Sabonetes vegetais e Produtos Capilares Romã e Amora, Arte dos Aromas. Figura: Reprodução.

Site da marca: https://www.artedosaromas.com.br/ 


BAIMS
A Baims apresenta as novas embalagens de maquiagem, feitas com bambu, e agora com a opção de refil!
Pré-lançamento das embalagens de bambu com refil, Baims. Figura: Reprodução.


Site da marca: https://baims.com.br/shop/


BIOART
A Bioart lança cinco novas tonalidades de cores de sombras bionutritivas (naturais, orgânicas e veganas, de acordo com a marca): Grafite, Bronze, Azul, Nude Rosé e Nude Rosé Brilho, com a promessa de fixação prolongada e de colorir as pálpebras dos olhos ao mesmo tempo em que nutrem e aumentam a elasticidade da pele.
Outra novidade é o Projeto Social da Bioart, que consiste em repassar uma porcentagem do valor arrecadado na compra de qualquer refil da marca para meninas durante e após o tratamento do câncer, com intuito de levar mais saúde e beleza, e por consequência autoestima, visto que neste período de cura não é aconselhável a utilização de qualquer tipo de produto químico/convencional de beleza, diferentemente dos produtos naturais e orgânicos.

Novas cores de sombra, Bioart. Figura: Reprodução.
Site da marca: http://www.bioart.eco.br/


CATIVA NATUREZA
Conforme adiantado anteriormente pelo próprio site da marca, a Cativa apresenta uma linha de maquiagem certificada e totalmente brasileira (concepção, produção e envase). No site estão disponíveis batons, delineador, máscara de cílios, paleta de sombra, base, corretivo, blush, bronzer e iluminador, com entrega a partir de 30 de junho. Os produtos contêm ingredientes ativos presentes na nossa biodiversidade, como cupuaçu, pracaxi, buriti e babaçu.
Ainda, o óleo vegetal de Sucupira branca, com propriedades anti-inflamatórias, é agregado ao portfólio da marca.

Linha de Maquiagem Cativa Natureza. Figura: Reprodução.

Maquiagens Cativa Natureza. Figura: Reprodução.

Site da marca: https://cativanatureza.com.br/


LIVEALOE
A Livealoe, que já tinha um produto para higienização oral, o enxaguante bucal, agora complementa a linha com mais dois produtos, 100% naturais certificados: o Gel Dental Aloe e Mamão e o Spray Bucal Natural Aloe Lippia, que tem a finalidade de melhorar o hálito e lesões orais.
Já para cuidados capilares, a novidade é o condicionador Aloe Manga, 100% natural, que contém Óleo de Pracaxi, Andiroba e Manteiga de Cupuaçu. 

Gel Dental Natural, Livealoe. Figura: Reprodução.

Spray Bucal Natural Aloe Lippia, Livealoe. Figura: Reprodução.
Condicionador Aloe Manga, Livealoe. Figura: Reprodução.

Site da marca: https://www.livealoe.com.br/


SIMPLE ORGANIC
A marca apresenta a mais nova linha de batons, Bloom, com dez novas cores tiradas de várias espécies de flores: vai do nude ao preto, passando pelo rosa, azul, violeta e cinza!
Outra novidade é a Linha Cosmos, com cinco pigmentos: black, punk, rose, lilac e nude.

Novas cores de batons Simple Organic. Figura: Reprodução.


SOUVIE
A Souvie apresenta um lançamento recente, a Ser+, que amplia o repertório da marca para além do portfólio Gestante e Recém Nascido.
Com oito produtos, a linha é composta por itens orgânicos certificados para cabelos, corpo e face, com a proposta de nutrir e hidratar com segurança dermatológica. Os produtos são: Óleo Vegetal Corporal, Creme Hidratante para as Mãos, Mousse de Limpeza Facial, Loção Hidratante Corporal, Shampoo, Condicionador, Creme Hidratante Facial Noturno anti-aging e Sérum Hidratante Facial Diurno anti-aging.

Linha Ser+, Souvie. Figura: Reprodução.
Site da marca: http://loja.souvie.com.br/
.
Também estão presentes na Feira as marcas de cosméticos Alva, Biovegan, Organela, Surya Brasil e Weleda!


A reprodução de conteúdo do blog (a)flora é permitida desde que citada a fonte.

Contato: 
aflorablog@gmail.com

domingo, 28 de maio de 2017

Resenha: Hidratante Corporal Palmarosa e Lavanda Prymeva

No último post, falei sobre o shampoo Palmarosa e Lavanda da Prymeva. Agora, escrevo sobre a minha experiência com o hidratante da mesma linha, que também não possui componentes de origem animal, nem é testado em animais (produto vegano).



Hidratante Corporal Palmarosa e Lavanda, Prymeva. Figura: Prymeva.

Do mesmo modo que o shampoo, o hidratante Palmarosa e Lavanda possui a certificação IBD de Produtos Naturais (não a de orgânicos).

Informações do Produto:
A Loção Hidratante foi desenvolvida para proporcionar à pele nutrição e hidratação intensiva, sem deixar acúmulo de resíduos com um toque sedoso e agradável perfume.
Possui em sua fórmula os seguintes ativos:
. Óleo essencial de Lavanda (Lavandin)
. Óleo essencial de Palmarosa
. Hidrolato de Patchouli
. Oliva
. Manteiga de Karité
. Artemisia
. Extrato vegetal de Lavanda

Quantidade: 250 ml.

Composição:
Water (Aqua), Xanthan gum, Glycerin, Cetyl alcohol, Glycerin stearate, Cetearyl alcohol, Stearic acid, Sodium cocoyl glutamate, (Cetearyl olivate and Sorbitan olivate), Hydrogenated vegetable oil, Caprylic/caprylic triglyceride, Canola oil, Butyrospermum parkii (Shea Butter) fruit, Tocopheryl acetate, (Dehydroacetic acid and Benzoic acid and Benzyl alcohol), Lavandula hybrida oil,  Cymbopogon citratus (lemongrass) oil, Cymbopogon martini oil, Cananga odarata flower oil, Glyceryl caprylate, Lavandula angustifólia (Lavender) extract, (Glyecrin, Water, Artemísia umbelliformis extract, sodium benzoate), Latic acid and *Pogostemon cablin oil (Hydrolate or floral Waters).
* Produtos orgânicos certificados

Mais informações sobre os ingredientes [em inglês]: http://www.ewg.org/skindeep/product/733101/Hidratante_Corporal_Lavanda_e_Palmarosa_Prymeva/

Recomendações de Uso:
Aplicar o Hidratante sobre o corpo logo após o banho ou a qualquer hora do dia. Massagear até total absorção. Repetir a operação toda vez que se fizer necessário e a noite antes de dormir.

Minha opinião:
O produto vem em uma embalagem bem prática e resistente, sendo possível travar a tampa, girando-a para o lado.

Esse hidratante tem um cheiro bem gostoso, sobressaindo-se um floral rústico. Possui coloração rosada, com textura média, boa espalhabilidade e absorção - não é preciso massagear muito para que o produto penetre na pele, características que incidem em um ótimo rendimento.
Deixa a pele bem hidratada e com um sutil toque aveludado. As minhas pernas, que são mais ressecadas, mantiveram-se sem aquele aspecto craquelado com o uso contínuo.
 
Textura do Hidratante Corporal Palmarosa e Lavanda, Prymeva. Foto: (a)flora.

Como o hidratante possui ativos calmantes e regeneradores, utilizei nas minhas axilas, que são bem sensíveis e ficam vermelhas após a depilação com o aparelho elétrico, conferindo uma recuperação quase que instantânea da coloração natural e diminuindo o desconforto do atrito na pele dessa região.
Igualmente, usei nas pernas na pós-depilação, que não ficam ardidas como as axilas, mas permanecem com pontos vermelhos onde nascem os fios, promovendo a restauração desse aspecto rapidamente.

Considerações Finais:
Gostei bastante desse hidratante, que me surpreendeu quanto ao custo/ benefício. No entanto, reitero as críticas que coloquei para o shampoo da marca, em relação ao apelo orgânico, quando se trata de um produto com certificação de natural, com apenas um ingrediente orgânico, no caso, o hidrolato de patchouli.


Encontre-me no Facebook: https://www.facebook.com/aflorablog/
E-mail: aflorablog@gmail.com

sábado, 13 de maio de 2017

Resenha: Shampoo Palmarosa e Lavanda Prymeva

A Natural D' Gaia é uma indústria brasileira, fundada em 2005 no município de Curitiba / PR. Em 2008, tornou-se pioneira na terceirização de cosméticos orgânicos certificados pelo IBD, ou seja, produz cosméticos para marcas que não possuem suas próprias instalações, auxiliando, também, no desenvolvimento de fórmulas, inclusive de cosméticos convencionais e produtos destinados aos animais.
Embora a Natural D' Gaia seja voltada à terceirização, possui a sua própria marca registrada: a Prymeva, através da qual ela concebe e comercializa os seus produtos.

O shampoo Palmarosa e Lavanda faz parte da linha Orgânica da Prymeva, no entanto, o produto possui a certificação IBD de Produtos Naturais (não a de Produtos Orgânicos).
A Prymeva não faz teste em animais e esse produto não contém derivados de animais (portanto, é vegano). Além disso, é liberado para quem segue a técnica low poo.

Shampoo Palmarosa / Lavanda. Figura: Prymeva.

Informações do Produto:
O Shampoo Palmarosa e Lavanda foi desenvolvido de maneira natural e exclusiva. Conferindo um tratamento de maneira natural ao couro cabeludo e da fibra capilar, mantém os cabelos limpos tratados e perfumados por mais tempo, devido ao alto poder de fixação dos seus óleos essenciais e conferindo brilho extra.
Possui em sua fórmula os seguintes ativos:
. Óleo essencial de Lavanda (lavandin)
. Óleo essencial de Palma Rosa
. Hidrolato de Capim Patchouli
. Extrato Vegetal de Camomila, Germe de Trigo e Lavanda
.
Quantidade: 250 ml.

Composição:
Water, Decyl glucoside, Lauryl glucoside, Sodium cocoil glutamate, Xanthan gum, Lavandula hybrida oil, Cymbopogon martini oil, Cymbopogon citratus (lemongrass) oil, Panthenol, (Dehydroaceti acid and Benzoic acid and Benzyl alcohol), Glycerin, Latic acid, Chamomilla recutita extract, Triticum vulgare (wheat) germ extract, Lavandula angustifólia (Lavender) extract and *Pogostemon cablin oil (Hydrolate or floral Waters).

* Produtos orgânicos certificados

Mais informações sobre os ingredientes [em inglês]: http://www.ewg.org/skindeep/product/733677/Prymeva/

Recomendações de Uso:
Aplicar o shampoo sobre os cabelos molhados durante o banho e massagear por alguns minutos. Enxaguar e repetir a operação se necessário.

Indicações: Cabelos secos e danificados.


Minha Opinião:
O shampoo possui textura de um gel ralo, típica desses produtos naturais para higienização dos cabelos. Por isso, para usá-lo, ou eu pego uma pequena quantidade, esfrego entre as mãos e vou aplicando por partes no couro cabeludo, ou separo a quantidade que irei usar, diluo em água - aproximadamente 50% (nunca diluir no recipiente do produto, pode desestabilizar a fórmula), misturo bem e distribuo sobre a extensão do couro cabeludo. O rendimento do produto é bom, mas para isso eu massageio bastante a couro cabeludo, de modo a otimizar a limpeza.
A cor do produto varia entre o laranja e o rosa, conforme a luz.

Textura do shampoo Palmarosa e Lavanda, Prymeva. Foto: (a)flora.

Diluição do shampoo Palmarosa e Lavanda, Prymeva. Foto: (a)flora.

O shampoo faz uma espuma média e uma limpeza bastante eficiente, sendo possível desembaraçar os fios com cuidado com os dedos, pois a extensão não fica com nós. Como eu não lavo os cabelos todos os dias, sinto a necessidade de fazer duas aplicações. Ao final, a raiz fica bem soltinha, o couro cabeludo limpo e os fios brilhosos. O cheiro é bom (herbal/ floral) e permanece por algumas poucas horas nos cabelos.

Acredito que possa ser uma boa opção para quem vai comprar o seu primeiro shampoo natural, devido à presença de espuma (alguns shampoos naturais não a produzem, o que causa estranhamento em um primeiro momento) e por ter um poder de higienização superior a outros naturais/ orgânicos que já usei. Há uma versão para cabelos oleosos, a de Capim Limão e Alecrim.

Obs: Meu cabelo é "normal" na raiz e ressecado no comprimento, com textura média.

Considerações Finais:
Primeiramente, acho que o nome da linha de produtos deveria ser outro. O shampoo, por exemplo, possui certificação IBD de Produtos Naturais, com apenas um componente orgânico. Para quem não lê composição, isso não fica claro.
A Prymeva possui três linhas, a Orgânica (que é natural), a Pure (que é uma convencional, com ingredientes polêmicos, melhorada, no sentido de possuir uma quantidade de ativos naturais maior em relação ao comumente encontrado nessa categoria) e a Care (não consegui verificar a fórmula). Então, fica o alerta.
Por fim, infelizmente, o site é pouco informativo. Por exemplo, não há composição dos produtos disponível, nem informações sobre a empresa.



Encontre-me no Facebook: https://www.facebook.com/aflorablog
E-mail: aflorablog@gmail.com

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Receita: Macarrão de abobrinha

Se tem uma receita que gosto muito no verão é o falso macarrão, que no caso é um macarrão de abobrinha. Ele é um prato servido praticamente em temperatura ambiente, tornando-se uma ótima opção para aqueles dias em que uma comida quente não apetece, e ainda promove saciedade.
Assim que aprendi, acho que no ano passado, eu fazia um molho delicioso com a base de castanhas de caju para acompanhar. Esses tempos, experimentei um de abacate, que é bastante utilizado nos vídeos para essa receita em blogs estrangeiros. Tenho feito com essa segunda opção, que além de ser mais barata, é mais rápida.
Claro que você pode utilizar qualquer outro molho, mas essa receita pede um que tenha consistência pastosa, pois a abobrinha solta água, então um comum de tomate, por exemplo, não é o mais indicado.

Macarrão de abobrinha. Foto: Lucile / (a)flora.
Receita:
Ingredientes (macarrão de abobrinha):
- 1 abóbora italiana média por pessoa;
- 1 cenoura pequena por pessoa (opcional);
- Azeite de oliva.

Modo de Preparo:
Corte as abobrinhas e as cenouras em tiras (ver as considerações com dicas), mantendo-as em vasilhas separadas.
Coloque, aos poucos, a abobrinha cortada em uma frigideira com um fio de azeite. Esse processo é bem rápido, assim que a abobrinha ficar mais maleável, pode-se retirá-la.

Faça uma camada no prato com a base do macarrão de abobrinha e por cima outra da cenoura em tiras (crua).

Molho de abacate (serve duas pessoas):
- 1 abacate médio ou 2 avocados maduros (em temperatura ambiente, não refrigerado(s));
- 2 dentes de alho;
- 1 limão;
- Salsinha a gosto;
- 2 cm de alho poró (opcional);
- Um punhado de castanhas do Pará ou outra oleaginosa (opcional);
- Sal a gosto;
- Pimenta a gosto.

Modo de preparo:
Processe em um liquidificador o abacate, os dentes de alho, o sumo de um limão, a salsinha, o sal e a pimenta.  Retire a pasta e acrescente o alho-poró picado em tiras finas.
Coloque o molho por cima dos legumes e salpique as castanhas em pedaços por cima do prato.


Considerações:
Quando aprendi essa receita, utilizava uma faca para cortar as abobrinhas e as tiras não ficavam muito finas. Claro que dá certo fazendo assim, a interferência é, sobretudo, estética. No entanto, há dois utensílios que prefiro para esse fim, mas ambos tem seus prós e contras:

- Descascador de legumes em espiral: a abobrinha necessariamente tem que ser pequena ou média, pois uma grande não vai caber no equipamento. Até a metade do legume funciona super bem, e o melhor é que as tiras ficam arredondadas e em um tamanho maior que o comprimento da abobrinha, justamente por ir contornando-a. Depois da metade, fica difícil de girar o legume e acabo por terminar com faca ou o utensílio que falarei a seguir.

- Descascador de legumes em tiras: O ponto positivo é o fácil manuseio e o negativo é que no miolo, onde ficam as sementes, é quase impossível fazer as tiras, o que me faz reservá-lo para algum molho ou caldo posterior.

Quanto ao molho, pode-se inovar a partir da pasta base... Dificilmente repito exatamente os mesmos ingredientes, às vezes coloco cogumelos salteados, acrescento folhas de espinafre junto com o abacate, etc... O legal é que feito de forma simples fica igualmente gostoso! Faça de acordo com seu paladar!

Macarrão de abobrinha com cogumelos. Foto: Lucile / (a)flora.


Bom apetite!

A reprodução de conteúdo do blog (a)flora é permitida desde que citada a fonte.

Encontre-me no Facebook: https://www.facebook.com/aflorablog/
E-mail: aflorablog@gmail.com